segunda-feira, 18 de julho de 2016

Off-Topic Avisos e lembranças de minha infancia

Ola a todos.

Estou aqui para falar que o blog não esta morto mas devido a eu ter tido uma demanda muito grande de trabalho e problemas tivemos esta pausa nos contos, mas estarei voltando com coisa nova.


E aproveito e peço que deixem seus comentários, isso é essencial para o blog continuar na ativa e melhorando a qualidade dos contos.



E para não deixar vocês na mão, segue um dos acontecimentos de minha infância.


Eu tenho essas lembranças de quando eu era pequeno, devia ter meus 5 anos de idade e lembro de brincar com uma prima minha em um campo de mato alto, e no meio do campo tinha uma casa de madeira.

Minha prima tinha cabelos longos, olhos castanhos, era morena e usava um vestidinho simples com estampa com varias frutas e só me lembro do apelido dela que era "Libélula". Lembro de ter ficado uma tarde toda brincando de esconde-esconde com ela e minha irmã. Só que minhas lembranças acabam quando chega o final de tarde, a gente se reunindo na frente da casa de madeira, uma casa rustica, pintada de branco mas a tinta estava descascando, uma grande porta de madeira com uma maçaneta de cobre já com sinais de corrosão e um barulho alto de batidas de dentro para fora.

Nesta parte é que acaba as lembranças, o som de alguém batendo com força a porta como se quisesse sair e nós 3 parados na frente observando.

Uma vez chegue na minha mãe e perguntei sobre a prima Libélula e a tal casa, ela disse que a gente nunca teve uma prima chamada Libélula mas se lembra de uma casa com aquelas características. A casa pertenceu a algum parente e ela foi destruída em um incêndio e a unica vitima foi uma garotinha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget